segunda-feira, 8 de maio de 2017

Ricky Martin não inventou o "Pop Latino" mas tornou-se o seu embaixador em 1999

Olá pessoal! Voltando ao passado dos gráficos ou melhor nas listas da Billboard: em 1999, o mundo tornou-se "Loco",  por Ricky Martin. O nativo de San Juan, Puerto Rico, 27 aos anos, tinha desfrutado de uma carreira de seis anos com a "boyband" Menudo (1984-1990) e lançou quatro álbuns em espanhol, mas não tinha conseguido um sucesso significativo mundial.

Isso mudou em 24 de fevereiro de 1999, quando sua emocionante interpretação bilíngüe do hino da Copa do Mundo 1998 "The Cup of Life" tornou-se o mais falado depois de sua aparição no Grammy Awards daquele ano. Sua performance provocou uma revolução pop latino, e Billboard notou logo após essa apresentação que  "aparentemente todas os executivos das gravadoras estavam em busca para da próxima  música Latina que fosse quente".

Após o lançamento do seu primeiro single em inglês, "Livin 'La Vida Loca",  o mundo pegou fogo. Produzido por Desmond Child e escrita pelo ex-colega do Menudo Robi Draco Rosa, as pistas de dança enlouqueceram e as primeiras cinco semanas foi o hit número 1 no "Billboard Hot 100" no dia 8  de maio de 1999, e álbum auto-intitulado "Ricky Martin" - o seu primeiro álbum bilíngue - estreou como número 1 na Billboard 200, três semanas depois. O avanço também abriu as portas para uma série de artistas latino-chart-toppers como Jennifer López, Enrique Iglesias e Santana.

Martin ganhou mais quatro hits no Top 100 de 2001, mas não lançou um álbum em inglês desde "Life" em 2005. Seu mais recente LP de estúdio, "A Quien Queira Escuchar", ele se tornou o sexto número 1 de seus quatro álbuns de música latina.

 Ricky Martin admitiu ser gay em 2010 e publicou suas memórias, no livro "EU", em 2011. O pai de gêmeos, está no meio de sua primeira residência em Las Vegas, All In, com datas até setembro.





Texto: Claudia Salgado
Fonte: Billboard