segunda-feira, 4 de maio de 2015

Ricky Martin dedicou o concerto de Melbourne para as vítimas do terremoto no Nepal

Olá pessoal! Nosso querido Ricky Martin sua turnê na Austrália e mais uma vez demostrou o grande coração que possui ao dedicar o seu último concerto em Melbourne (2 de maio) as vitimas do terremoto no Nepal. Confiram a matéria sobre o show feita pela jornalista Donna Demaio.

Donna Demaio comenta sobre como foi o concerto de Ricky Martin em Melbourne

Não pode haver nenhum argumento: Ricky Martin (nascido Enrique Martin Morales) é um performer apaixonado. Ele positivamente brilhava como ele entrou no no palco do Rod Laver Arena - como uma verdadeira espécime brilhante de astronauta, vestido da cabeça aos pés de algodão branco.

A estrela internacional ganhou o respeito de uma multidão australianos através de seu carinho e papel de treinador como um juiz no program The Voice. E aqueles que não acreditavam e que aqueles que julgam o que ele deve ser capaz de fazer, não podem criticar este homem. Ele pode  dançar. Ele pode cantar. Ele pode entreter.

O público ficou paralisado enquanto ele girava através de seus hits. Ele foi habilmente "assistido" por um impressionante grupo de dançarinos que estou convencido usavam cada vez menos conforme a noite avançava.

Martin dedicou o concerto de Melbourne para as vítimas do terremoto no Nepal, com um intrigante "intervalo" com uma montagem de vídeo com rostos bonitos, sorrindo de crianças carentes a serem ajudadas através da Fundação Ricky Martin.

A cantora pediu à multidão para esquecer seus problemas - todos os seus problemas de casa, trabalho e escola. Talvez fosse um reconhecimento de que seus fãs são de todas as idades. Eu sei que houve pelo menos uma mulher de 86 anos na platéia, enquanto na fila em frente a mim, uma criança de cerca de sete anos estava em pé em seu assento para assistir Martin sacudir o seu "bon bon".

Havia máquinas de fumaça, um show de luzes espetacular, brilhantes nove músicos da banda (amo uma seção de metais) e uma impressionante, máquina de confetes. Mas de certa forma, esses apetrechos eram supérfluos, uma vez que a maior parte do tempo, eu realmente não podia tirar meus olhos de Martin - com o olhar de soslaio ocasional nos supracitados dançarinos pouco vestidos.

O coreógrafo Jason Coleman, de Melbourne, sentado nas proximidades, estava com temor de seus conhecimentos. "Cada passo, cada dançarino foi incrível. Realmente de classe mundial e uber-quente."

Coleman disse ainda sobre os movimentos de Martin. "Quando ele começou eu pensei que ele ia bater um pouco mais díficil, mas por fim ele fez exatamente o que ele disse que faria e deixou sua alma no palco."

Martin deu as boas vindas ao seu palco ao cantor de Melbourne  Jackson Thomas que ele tinha orientado no "The Voice". Seguiu-se um dueto poderoso  com as vozes de Thomas e Ricky. Foi um belo gesto indicando que Martin está cumprindo o que prometeu  e apoiando aqueles que aparecem no show de talentos.

Entre as palavras de despedida de Martin. "Eu não me importo com o que as pessoas pensam. Eu não me importo com o que as pessoas dizem."  Em seguida, ele conseguiu obter a multidão para fazer uma dança coreografada envolvendo a todos jogando as mãos no ar e esfregando a barriga para uma música com letras em espanhol. E sim eu entrei no ritmo da dança e da música. E não, eu não tenho nenhuma idéia do que a canção falava. Mas com certeza foi divertido.

O One World Tour continua em toda a Austrália.

Video; "I am Made Of You"



Video "Mr Put It Down"



Fonte: Donna Demaio
Texto: Claudia Salgado