quinta-feira, 15 de maio de 2014

A Fundação Ricky Martin apresenta a segunda fase do estudo sobre Tráfico de Seres Humanos em Porto Rico

San Juan, Porto Rico - quinta-feira, 15 de maio, 2014 : A Fundação Ricky Martin, em colaboração com a Universidade de Porto Rico,  apresenta hoje a segunda parte do estudo intitulado Tráfico de Seres Humanos: Uma forma moderna de escravatura em Porto Rico.

O estudo valida o compromisso inabalável da Fundação Ricky Martin para contribuir e ampliar a conscientização sobre o crime de tráfico e contribuir para agências do governo, o componente de segurança e lei , ONGs e sociedade civil em geral em combater essa violação abominável dos direitos humanos.

Essa nova fase da pesquisa inclui entrevistas com líderes de diferentes ONGs que trabalham com os jovens que foram vítimas deste crime e ainda sobrevivem em ambientes perigosos. A pesquisa investigou as experiências desses jovens vidas com uma amostra de 40 participantes de ambos os sexos com idades entre 15 a 32 anos em diferentes regiões do país. Os resultados mostram a realidade de como é o recrutamento das vítimas de tráfico de pessoas, os mecanismos utilizados, algumas outras formas de crime e as várias rotas do tráfico em Porto Rico. Os pesquisadores realizaram entrevistas nas regiões de Rio Piedras, Humacao, Ponce, Guayama, San Juan e Mayagüez.

Também nesta segunda fase, a equipe de investigação usou dados de fontes primárias. Além disso, uma revisão da notícia do último meio século, em Porto Rico, mostrou a extensão desse crime e como os eventos mais de seis décadas é escondido. O livro foi preparado por uma equipe de pesquisadores liderada por estudantes de graduação e pelos professores Dr. César A. Rey Hernández Ph.D e Dra. Luisa Hernández- Angueira Ph.D. Os resultados apresentados refletem um fenômeno estruturado e revelador de como tem sido invisível em nosso país por um longo tempo.

Note-se a colaboração especial da Faculdade de Ciências Sociais por meio de sua Escola de Graduação em Administração Pública e do Departamento de Sociologia e Antropologia da mesma faculdade como a Universidade de Puerto Rico, Río Piedras School. Também destacam-se as organizações Centros Sor Isolina Ferré, Hogar La Providencia e P.E.C.E.S que foram pilares neste segundo nível de investigação e sem eles o trabalho não teria sido possível.

"A introdução desta segunda fase de nossa pesquisa, valida a mensagem que estamos levando a muitos anos para Porto Rico, que o tráfico existe em nosso país e precisamos aproveitar a questão para a combate-lo. Esta segunda fase do nosso estudo será mais uma ferramenta para reforçar a luta contra esta prática abominável e aqueles que lucram com o sofrimento humano" , disse Ricky Martin.

Além disso, a diretora executiva da Fundação Ricky Martin, Bibiana Ferraiuoli, agradeceu a todos os que tomaram parte na pesquisa.

"Cada pessoa que tem contribuído para tornar esta pesquisa possível, recebe os nossos agradecimentos e gratidão de um país que precisa de nós. O crime de tráfico é uma realidade diante de nossos olhos, e faz parte da deterioração social que vivemos. O braço da nossa organização de pesquisa nos permite ser proativo recomendando políticas públicas e a criação de iniciativas educacionais para proteger as crianças e jovens ", disse o Ferraiuoli.

Finalmente, o Dr. César Rey disse que "os resultados deste segundo estudo, nós temos uma análise dura e realista das características e dimensões que adquire este verdadeiro flagelo, considerada a nova escravatura do século XXI. Hoje mais do que nunca estamos convencidos de que este esforço deve ter formação como um roteiro curricular do nosso sistema educativo , a formulação urgente de políticas públicas inclusivas , saúde pública e holística como condição sine qua non para a melhoria da qualidade de vida de crianças e jovens do nosso Puerto Rico".

A primeira parte do estudo sobre o tráfico de Puerto Rico foi introduzido em 2010 e, desde então, o país consistente e firme começou a discutir este crime.

Se concretiza a aliança com a Universidade de Porto Rico

A Fundação Ricky Martin e da Universidade de Porto Rico também anunciaram um acordo histórico de colaboração que vai dar mais força para a terceira fase da pesquisa sobre Tráfico de Seres Humanos em Porto Rico. A Faculdade de Direito atribuíra permanentemente vários alunos para participar da terceira fase de pesquisa. Também realizou três oficinas sobre direitos humanos, entre outras questões legais para capacitar os alunos  do Centro Tau e da comunidade sobre seus direitos.

A aliança também propôs o início do primeiro curso interdisciplinar sobre o Crime de Tráfico: Os Aspectos Legais do Tráfico de Seres Humanos pelo Dr. César Rey Hernández, o que significa um passo histórico no currículo de formação sobre o tráfico humano. " A Escola de Direito da Universidade de Porto Rico visa proporcionar experiências interdisciplinares para os estudantes em áreas de interesse social e humano. Por essa razão, e em colaboração com a Escola Superior de Administração Pública, oferta , em agosto de 2014, o primeiro curso sobre Tráfico de Seres Humanos em Porto Rico, para fornecer uma experiência educacional para os alunos de ambas as escolas. Como parte deste esforço, os estudantes de Direito trabalharam com os projetos de pesquisa da Fundação Ricky Martin sobre a questão do tráfico de seres humanos e oficinas de conduta sobre direitos humanos e do direito ao trabalho, entre outros temas, a comunidade estudantil do Centro Tau ", disse o reitor da Faculdade de Direito, Vivian Neptune.

 "Nosso compromisso com a questão do tráfico de seres humanos impactará nosso currículo e irá proporcionar novas experiências aos nossos alunos. Como parte da apresentação do segundo estudo sobre este assunto pela fundação, intitulado Tráfico de Seres Humanos: uma forma moderna de escravatura em Porto Rico, reafirmamos o nosso compromisso com os direitos humanos e para o estudo dos casos em que a dignidade do ser humano, de nossos filhos, é violada. Em colaboração com os nossos colegas da Administração Pública e da Faculdade de Ciências Sociais, que apoiará os estudos e iniciativas de educação e de prevenção, conforme necessário, para prevenir e combater o tráfico de pessoas " , disse a reitora Vivian Neptune. O curso começa no novo semestre e é uma colaboração entre a Escola de Administração Pública e da Faculdade de Direito, que se reunirá às terças e quintas-feiras às 08:00 na Faculdade de Direito.

Sobre Ricky Martin Foundation

É uma organização sem fins lucrativos cuja missão é defender o bem-estar das crianças em áreas críticas, como educação, saúde e justiça social. Pessoas para as crianças, o principal projeto, condena a exploração, como resultado de tráfico de seres humanos e a escravidão moderna.

Para ler o estudo na forma digital , visite nosso site e redes sociais.

Facebook: Ricky Martin Foundation Twitter: RM_Foundation
Website: www.rickymartinfoundation.org
Youtube : www.youtube.com/


Fonte: Ricky Martin Foundation
Tradução: Claudia Salgado