quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Ricky Martin começa produção do tema "Vida" para Copa do Mundo

O cantor porto-riquenho Ricky Martin começou nesta quarta-feira a produção do tema "Vida", a música selecionada no concurso Supersong como um dos temas oficiais da Copa do Mundo do Brasil.

"Eu quero o coro de 80 mil pessoas cantando esta música como um mantra. Estou buscando isso, que todo mundo cante essa música e que todas as gerações a sintam", explicou o cantor à Agência Efe sobre a canção que interpretará no mundial.

Ricky Martin afirmou que, graças ao concurso Supersong, conseguiu "romper fronteiras" e "unir a música ao esporte".

"É fantástico que a Fifa e a Sony Music tenham criado este concurso para dar poder ao povo, ao público, para criar a música da Copa do Mundo. Isso é muito inovador", explicou.

Reconheceu também que "você não imagina a magnitude dessa canção até que termina de cantá-la" no palco, garantindo que a mesma será um grande sucesso.

"Trata-se mais uma vez de unir a música ao esporte, romper fronteiras e dar oportunidade para pessoas desconhecidas, que não sabem o que é a fama e isso é muito interessante", comentou Ricky Martin durante um encontro com a imprensa.

O cantor estará trabalhando nas próximas semanas junto com o produtor musical, Salaam Remi, e o compositor Elijah King, no tema final de "Vida", que será interpretada no Brasil.

"Agora começa a parte boa, porque começamos a produzir", comentou, entre risos, aos jornalistas.
"Vamos criar um som. Queremos criar uma canção, musicalmente falando, com influências africanas e caribenhas", disse.

Ricky Martin enalteceu a figura de Elijah King e garantiu que o vencedor do concurso "é um menino com muito talento", com um futuro promissor. "Estive com ele e acredito que é uma pessoa muito segura. Ele é muito carismático e muito trabalhador", afirmou.

O cantor, vencedor de 5 prêmios Grammy Latino e um Grammy, lembrou o sucesso de seu tema "La Copa de la Vida", a música oficial do Mundial de 1998 na França.

"Quando você canta 'La Copa de la Vida' um dia no Grammy e no dia seguinte a Madonna e os Rolling Stones, e todos, te elogiam é um momento em que tudo se desequilibra. Foi muito bom, e é disso que se trata a música", afirmou.

Fonte: Terra/EFE - Agencia EFE