segunda-feira, 10 de junho de 2013

Luke Kennedy é o representante do Team Ricky na final do The Voice Austrália

Ricky, Delta, Seal e Joel cantando "Livin La Vida Loca"
Com apenas uma semana para que o vencedor seja coroado no The Voice Austrália, você poderia cortar a excitação com uma faca. Diante dos resultados muito importantes que foram anunciados os oito finalistas tiveram a oportunidade de encantar o público  mais uma vez. 
O show abriu com um estrondo quando os treinadores subiram ao palco para cantar “Livin La Vida Loca", a canção que fez de Ricky Martin a sensação pop latino-americano global.

Todos os oito artistas subiram ao palco para cantar uma música cover que poderia ser sua última nota no The Voice pois os resultados foram anunciados logo após as apresentações.
 Os votos foram computados e com os resultados, infelizmente, nós dizemos boa noite para Mitchell, Miss Murphy, Kiyomi e Steve. O que deixou Celia, Danny, Harrison e Luke no centro das atenções como os quatro finalistas do The Voice Austrália Season 2.

 As celebrações foram de curta duração como os artistas correndo para fora do palco para se preparar para o seu desempenho da “canção original” que pode garantir a vitória de um deles no programa.

Luke Kennedy

Luke Kennedy
Como o artista finalista do Team Ricky, Luke disse que se sentia incrível, abençoado com a oportunidade de cantar uma canção original e Caruso para a Semi-Final.
 Para a “canção original” de Luke, ele nos apresentou “Love Is Gone ", que é uma canção pop que tem um significado mais escuro que a maioria de nós pode se relacionar com ele nos diz.
 "A música é sobre estar no fim de um relacionamento e vendo os pedaços quebrados de um relacionamento, tentando encaixá-los juntos novamente. Ela foi escrita a partir de uma perspectiva masculina. Eu acho que os homens estão constantemente tentando consertar o que está quebrado e esta canção foi escrita a partir de um ponto em minha vida onde eu percebi, não importa o que eu fiz eu provavelmente não poderia consertá-lo." 
Luke disse,  que esta canção o impulsionou a grandes lugares que ele nunca pensou que ele seria capaz de chegar e ele estava muito feliz de compartilhar esta música com a nação.

Celia Pavey

Celia Pavey
Hoje à noite Celia tem uma chance de cantar não uma, mas duas canções populares. Para sua segunda apresentação da noite Celia contou a história de um amor jovem. Sua canção original "Candle In The Night" já foi vista por quase 400 mil pessoas em seu canal do YouTube. A Semi-Final foi uma oportunidade para Celia dizer ainda mais os australianos a sua história. 
"Eu escrevi essa música dois anos e meio atrás, quando eu vivia na minha cidade natal em Forbes e eu estava com 12 anos na época, então eu estava muito ocupada e as emoções estavam apenas voando ao redor. Todo o conceito é de que a música é sobre aquela pessoa especial e o amor é o fogo. Você pode relacionar isso a ninguém, pode ser alguém que você ama, é aquele sentimento de esperança e luz em tempos de escuridão."

Danny Ross

Danny Ross
Como o último membro da Equipe de Joel, Danny disse que é tudo estava além do que ele fora capaz de sonhar. Com uma música calma, mas cheia de emoção, Danny trouxe sua paixão por escrever músicas para o palco do The Voice na Semi-Final. Ele nos disse que é quase como um círculo completo para ele cantar esta canção.
 "A música é sobre o que é ser um compositor e músico e você não sabe de onde a próxima música está vindo. É uma espécie do lado de fora, um pouco olhando e esperando encontrar um lugar para pertencer dentro dessa (música) mundo. Sendo nesta fase do The Voice, eu estava olhando para onde eu estava, quando eu escrevi 'Windmill' é como eu encontrei o que eu estava procurando quando eu escrevi essa canção (que foi a sensação de pertencer e de um lugar para ficar) e, assim, tocar essa música nesse cenário é como um encontro de mundos."

Harrison Craig 

Harrison Craig
Para ter chegado tão longe na Equipe de Seal, Harrison descreveu a experiência como além de incrível. E hoje ele fez duas apresentações que se seguiram o caminho da grandeza que o adolescente vem buscando.
 Para sua segunda apresentação Harrison compartilhou de sua história com a Austrália. Para um jovem de 18 anos de idade, ele teve o seu quinhão de dor de cabeça. Como artista, ele tem sido capaz de expressar a dor da desgraça através da música e compartilhar sua jornada, ele nos fala sobre a história que ele está dizendo.
 "Mais do que um sonho, obstáculos e barreiras sobre o passado e presente, se uma pessoa teve qualquer tipo de perda ou tragédia em sua vida ou as dificuldades que passamos. Isso tudo é sobre esses momentos e como enfrentá-los de cabeça erguida."
 "Esta canção foi escrita a partir de uma experiência pessoal, quero dizer, crescendo com uma gagueira não é a coisa mais fácil de crescer, e enfrentando com determinação o tipo de obstáculos que aparecem na vida  e que lhe dá uma espécie de resistência, compostura, como um exterior resistente e eu acho que esta canção é sobre isso. "

O vencedor do The Voice Austrália Seasson 2 está em mãos do público.  Quem receberá mais votos??

No próximo programa, dia 17 de junho, é grande final do The Voice Austrália. Ricky Martin e Luke Kennedy irão fazer dueto no programa.

Texto original: The Voice Austrália
Tradução: Cláudia Salgado