segunda-feira, 13 de maio de 2013

Confiram a tradução do resumo do que aconteceu no #quinto e último episódio dos "Showdowns"

Olá pessoal! Confiram a tradução do resumo do que aconteceu no quinto e último episódio dos "Showdowns" feita pelo site Take 40.

Resumo/Tradução:
The Voice Australia Showdowns Recap Four: Lyric McFarland 'Iced The Fools' com “Lets Stay Together”
É a última noite dos confrontos ( Showdowns)no The Voice Austrália  faltando apenas uma semana para começarem as finais ao vivo - com os últimos membros do Team Delta e Team Joel levando ao palco um último esforço para impressionar a Austrália.
Primeiro foi etéreo ver a cantora Celia Pavey - deixando Delta orgulhosa com a sua interpretação impressionante de ”Woodstock” de Joni Mitchell.

Seal disse que ele era um grande fã, mas sentiu que no final a canção faltava alguma coisa, enquanto Joel argumentou que ela tem a voz mais original do show e que ele adoraria ser capaz de produzir o seu álbum.
O “Rocker”  Tim Morrison teve uma tarefa difícil pela frente, com a Delta dando-lhe o papel a frente do Foo Fighters e cantando o clássico “Learn To Fly”. Ele absolutamente a  esmagou e impressionou os juízes com suas travessuras rock'n'roll no palco - inclusive destruindo o pedestal do microfone!
Joel chamou o desempenho como o maior número de 'bolas' nos Showdowns, enquanto Seal disse que ele tinha acabado de dar um exemplo para os outros concorrentes sobre como lidar com o seu negócio no palco.

Nathan Allgood recorreu aoseu passado emocional para sua interpretação de música de Bruno Mars,  When I Was Your Man - com Ricky elogiando-o por fazer uma música dele.  Seal fez o elogio da noite, mas quando ele disse a Nathan que ele prefere a sua voz à de Bruno -, mas Joel rapidamente respondeu que Bruno é uma estrela e que ele não acha que Nathan seja uma ainda.
Ben Goldstein cantou “ Waiting In Vain”  de Bob Marley  - com Seal chamando-o de um enigma e Ricky dizendo que ele levou o público à Jamaica e para Israel e trouxe de volta. Delta elogiou sua criação de uma grande energia no palco.
Depois foi  o momento do Team Joel - com Michael Stangel chutando as coisas com casa por “Phillip Phillips”. Seal chamou o  desempenho  de "maravilhoso em todos os sentidos da palavra", enquanto Delta disse que foi a escolha da música perfeita para ele e que ela é "para sempre em sua equipe” . Mas Joel fez o maior elogio - dizendo que Michael representa a Austrália e que ele é tudo o que um homem deve ser.

Kathy Hinch foi a próxima concorrente a subir ao palco - cantando “Bleeding Love” de Leona Lewis. Sua performance dividiu os juízes, com Ricky dizendo que ele não tinha certeza de que ela estava ligada emocionalmente com a história da música, e Delta acrescentando que ela pareceu forçar  muito o seu desempenho. Seal discordou de Delta e Ricky - dizendo que ele sentiu o seu desempenho foi  "impressionante". O mentor Joel também foi em sua defesa dizendo que ela fez exatamente o que eles falaram e que ela se abriu para o público.
Depois foi a “super mãe cool” Lyric McFarland, que foi o destaque da noite com o seu bom desempenho com a música  “Lets Stay Together”.

Ricky chamou de "perfeito" o desempenho, enquanto Seal foi melhor chamá-lo de  “Aretha Franklin-esque ".  Delta elogiou Lyric sobre a emoção de seu desempenho e chamou de "powerhouse" - enquanto Joel disse que tinha "congelado estes tolos".
A noite terminou com a versão curinga de Danny Ross cantando de “All Along The Watch Tower” de Jimi Hendrix. Delta disse que era uma música matadora e que ele a executou muito bem - enquanto Joel disse que Danny estava fora de sua mente da melhor maneira possível, acrescentando que o irmão Benji lhe tinha dado os polegares para cima da bancada.

The Wanted no The Voice
A boy band Inglesa-irlandesa The Wanted se apresenta nesta terça-feira, 14 de maio, no The Voice.  Eles vão cantar sua nova música 'Walk Like Rihanna.

Fonte: site Take 40
Tradução: Claudia Salgado