sábado, 27 de abril de 2013

Ricky Martin pede ao Governo Australiano para permitir o casamento entre pessoas do mesmo sexo

Ele foi adotado como um filho pelos fãs locais do The Voice Austrália, agora o treinador Ricky Martin deu um passo para o nosso cenário político, alegando que a legislação de igualdade do casamento é "inevitável" na Austrália.

O astro latino e ativista de direitos humanos pediu aos políticos federais para seguir o exemplo da Nova Zelândia e dos parlamentos franceses que aprovaram leis validar o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Martin disse que ficou tão tocado pelas cenas alegres que se seguiram com as mudanças na Nova Zelândia, quando  a galeria e os políticos invadiram a galeria pública do parlamento em um emocionante coro de uma canção de amor Maori, ele compartilhou o vídeo viral com seus 8,6 milhões de seguidores no Twitter.

"Eu tive que twittar sobre isso porque o amor prevaleceu. Amor conquista tudo", disse ele.

O pai de 41 anos, de filhos gêmeos, que veio a público em 2010, como "um homem homossexual feliz", disse que o impulso que tinha visto em países como Holanda, Argentina, Espanha, Dinamarca e, mais recentemente, a França aprovar a igualdade no casamento, iria ver o mesmas alterações acontecer na Austrália.

"Em 10 anos a partir de agora espero que nós vamos estar rindo sobre o fato de que estamos falando sobre isso. Justiça para todos é inevitável", disse Martin  ao jornal News Limited.

"Nós somos seres de amor e, infelizmente, por causa de códigos diferentes que a igreja nos deu, começamos dizendo que a maneira que você sente não é direito, faz-lhe mal. Mas olhe o que está acontecendo em países como Argentina, Brasil, Uruguai, França, a partir desta semana, Nova Zelândia ... vamos lá (Austrália). "

Ele disse que o reconhecimento legal "não era sobre a fé, não é sobre religião, é sobre os direitos humanos. Trata-se de ter a oportunidade de olhar para os meus filhos nos olhos e dizer 'este é o meu marido e esta é a nossa família." Trata-se de auto-estima, é sobre dignidade, é uma questão de respeito ".

Enquanto aumenta a pressão sobre a coalizão de Tony Abbott para permitir uma votação sobre o assunto, Martin disse que a vontade do povo australiano acabaria por vencer.

"Oh meu deus, isso vai acontecer na Austrália e eu não me importo de onde eu sou, eu vou subir em um avião, ir com vocês e comemorar."



Martin é esperado para retornar para Sydney, com seus filhos e parceiro Carlos Gonzáles Abella, nesta semana, antes das filmagens da próxima fase "showdown" de The Voice.

Hoje à noite (domingo, 28/4), sua equipe de cantores aparece bastante nos últimos rounds de batalha, com o Channel 9 carregando o episódio com performances poderosas em uma tentativa de manter sua audiência sobre a final dos programas "Seven's"  e "My Kitchen Rules".

A dupla favorita do Team Ricky, Lucas Kennedy, de Brisbane e  a cantora da NSW Police Banda , Belinda Adams foram anunciados e vão cantar sua versão de "Les Miserables", "I Dreamed a Dream" previsto para ser o número de abertura neste domingo.

Martin admitiu que o processo brutal de eliminar os artistas tinham sido a única parte mais difícil de uma "experiência incrível", no show.

"É muito doloroso, excruciante. Eu não sabia que ia me sentir assim ... você fica tão apegado a eles", disse ele. "Não é justo, mas é parte do jogo".

"Eu falo com os produtores e eles dizem 'Ei Rick, o que você vai fazer? Faz parte do seu contrato. Em um determinado momento, você precisa escolher."

Mas o cantor, que está em conversações sobre uma turnê nacional de concertos no próximo ano, brincou que ele estava conspirando para "trazê-los todos comigo."

"Você pode estar indo para casa, mas você está vindo na estrada comigo no próximo ano."

Os fãs australianos terão a chance de conhecer o vencedor do Grammy no Westfield Parramatta (9 de maio, a partir de 6:00) e no Westfield Southland de Melbourne (11 de maio, às 12h).

Greatest Hits * Ricky Martin - álbum Souvenir Edition é na loja e disponível para download agora.

Domingo é dia de "The Voice" - as "Battles"serão entre:

EQUIPE RICKY: Lucas Kennedy v Belinda Adams -  Les Miserables -  'I Dreamed A Dream

EQUIPE JOEL: Maya Weiss v Kiyomi - The Killers' Human

EQUIPE SEAL: Love Shawne Kirke v Sarah Martin -  Living Colour's Love Rears Its Ugly Head

EQUIPE RICKY: James Walker v Bec e Sebastian - Third Eye Blind's Semi Charmed Life

EQUIPE JOEL: Lyric McFarland v Emma Pask -  Louis Armstrong's What a Wonderful World

EQUIPE RICKY: Meninas Nick Kingswell v Kaity Dunstan -  Cyndi Lauper/Busby Marou's Girls Just Wanna Have Fun

EQUIPE DELTA: Jackie Sannia v Jenna Dearness - Dark Evanescence's My Immortal

EQUIPE JOEL: Danni Hodson v Hannah Darling   - Fun's Some Nights 

Entrevista original em Inglês: DailyTelegraph
Tradução: Claudia Salgado.